quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Annie: Original Broadway Cast Recording



Em abril deste ano, a amiga Ana Priscila me presenteou com o vinil contendo a gravação original londrina do show. Infelizmente o disco continha uns pequenos riscos. O defeito na agulha do meu aparelho ajudou a gravação a ficar meio capenga e alguns colegas reclamaram. Bem, o desfecho é que encontrei para vender o CD remasterizado com a versão original norte-americana da peça. Não é a mesma, mas é tão comovente quanto. Divirtam-se!

Act I
1. Overture
2. Maybe
3. The Hard-knock life
4. Tomorrow
5. We'd like to thank you Herbert Hoover
6. Little Girls
7. I think I'm gonna like it here
8. N.Y.C.
9. Easy Street
10. You won't be an orphan for long

Act 2
11. You're never fully dressed without a smile
12. Tomorrow (Reprise)
13. Something was missing
14. I don't need anything but you
15.Annie
16. A new deal for Christmas

Bonus tracks - primeiros esboços de Annie (1972)
17. Introdutory Remarks
18. Apples
19. Lead-in and song: We got Annie
20. Lead-in & 21. Just wait
22. Lead-in & 23. That's the way it goes
24. Lead-in & 25. Parents
26. Lead-in and song: I've never been so happy
27. Tomorrow (First public performance)




8 comentários:

silvioafonso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
silvioafonso disse...

.

Dizem, Dra. Annie, que ao baixar
os vídeos através deste site eu
infrinjo a lei de direitos
autorais. Estes boatos têm
fundamento?

De qualquer forma eu estou
apaixonado pelo seu trabalho.
A sua determinação é, de
certa forma, comovente.

Estou, por isso, seguindo
o seu Blog.

silvioafonso.





.

RICARDO disse...

Perfeito!!! Amei...
Danielle, quando tiver um tempinho, manda pra mim o endereço de todos os seus blogs?
Eu me divertias muito com Annie e adoro a canção Tomorrow, tinha uma bela versão com a Barbra... ah, não se pode esquecer a deliciosa gozação que o diretor John Waters fez em cima, no seu "Mamãe é de morte!"
Dani, deixa eu te amar, too?
Beijo,
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br
http://dividindoatubaina.wordpress.com/

RICARDO disse...

Ah, Dani, queria te perguntar uma coisa que sempre foi uma grande curiosidade minha: Por que o grande show da Judy no Carnagie Hall não foi gravado/filmado em vídeo, já que existia tecnologia para isso?? Eles, os produtores, empresários, técnicos, diretores, não tinham a dimensão do que aquela noite poderia se transformar dentro da História do show business , como se transformou na maior noite daquela sala ou até mais que isso??? Ou alguém gravou e o vídeo se perdeu??? É estranho, por que o show da Judy com a Lisa está gravado...
Se você souber, merece três beijões ao som de "the man that a got a way"... risos,,,
Ricardo

Danielle disse...

Oie, Ricardo!

Eu também amo "Annie". Tenho o filme de 82 e as trilhas sonoras originais de Londres e da Broadway. As canções são lindas demais. Nunca ouvi "Tomorrow" cantada pela Barbra - vou procurar. É de partir o coração ouvir a música na boca das Annies.

Sobre a Judy Garland, parece que não há gravação em vídeo desse show dela. Tempos atrás eu importei o CD duplo com a gravação do show. No encarte há uma contextualização breve sobre a gravação:

Meses antes do show, Judy quase morreu devido a um problema de saúde. Ela escapou mas os médicos disseram que ela não poderia mais cantar. No entanto, ela se recuperou e, no começo de 1960, saiu em turnê pela Europa com o show que depois se tornaria o legendário "Judy Garland at Carneggie Hall". Parece que não estava prevista qualquer gravação para esse show (imagina só!), tanto que, quando a Capitol pediu que ela solicitasse ao baterista que tocasse mais baixo, ela teria afirmado que aquela era sua noite, que pretendia realizar a melhor performance que pudesse e não se importava se conseguissem ou não gravá-la, mas queria que seu baterista tocasse com o mesmo vigor com que ele estava acostumado a tocar.

Com isso, a Capitol conseguiu registrar a essência de Judy como artista - apaixonadamente entregue às canções que escolheu e sensacional. Olhando os making ofs das gravações de DVDs de shows de artistas contemporâneos, que torturam o público com constantes re-takes, percebo como Judy Garland era única. Os CDs apresentam o show na íntegra, sem nenhum corte ou montagem, e ela não desliza um só momento, além de exibir aquele timing de comédia que lhe é bem pessoal.

Ricardo, para vê-la cantando eu recomendo que você compre a compilação do "Judy Garland Show" que é vendida aqui no Brasil (chama-se "Judy Garland: o melhor do show na íntegra"). Eu já vi uma porção de shows dela e esse é sem sobra de dúvida o melhor. A série faz jus ao talento da artista: torna-a linda e clássica ao registrá-la em branco e preto com movimentos de câmera muitas vezes acariciantes. Vc provavelmente o tem. Se não tiver, vale muito a pena, porque ele custa um preço bem razoável.

Beijinhos e inté mais!
Dani

Danielle disse...

Ricardo, se você passar por aqui, deixe seu e-mail para mim. Passei pelo seu blog mas o wordpress diz que ele foi deletado! O que aconteceu?

Bjos
Dani

RICARDO disse...

Querida Dani:
Meu email é aguieiras2002@yahoo.com.br

Eu realmente exclui aquele blog... ano que vem faço um novo...
Eu estou indo para Minas Gerais, passar o Natal com meus pais, que estão velhinhos , velhinhos mas ainda amam Judy... vou levar as coisas que furtei... risos.. de você!
Um lindo Natal, amor, alegria, ano novo. Nunca é demais dizer o quanto te admiro.
Beijo e carinho
Ricardo Aguieirasco

Netto de Deus disse...

Olá, Danielle, João de Deus NETTO, designer gráfico, carcaturista e blogueiro do "Picinez" e do "Cinemascope"...
Que maravilha, seu blog é a extensão do meu mundo!
Obrigado pela deferência.
Voltarei!

Related Posts with Thumbnails